Os Voos da Xoana

11 motivos para passear em Holambra, cidade das flores

Desfrute da nossa Holanda brasileira

Morei em Campinas/SP 5 anos e sempre tive vontade de conhecer Holambra, cidade das flores, localizada no interior de São Paulo. Mas ainda não tinha colocado esse desejo em prática. Dez anos após ter me mudado da cidade, finalmente tirei essa “pendência” do papel e fui conferir as atrações da nossa Holanda brasileira, em Julho de 2017.

Holambra, cidade das flores

O ponto alto do passeio: visitar a plantação de girassóis em Holambra, cidade das flores

A cidade fica a 130 quilômetros da capital paulista, na região metropolitana de Campinas, possui 13 mil habitantes, sendo 2 mil holandeses natos ou descendentes diretos, e é o principal pólo produtor de flores e plantas ornamentais do Brasil. Corresponde por praticamente metade da produção e comercialização de flores do País.



Booking.com

Passeios turísticos: o que visitar?

Se você está afim de curtir um dia gostoso, tranquilo e florido, vale a pena fazer um bate e volta até Holambra, cidade das flores. Como a cidade é pequenina, é possível visitar os pontos turísticos em apenas um dia.

Mapa turístico de Holambra, cidade das flores

Se você optar por visitar a cidade durante a Expoflora, maior exposição de flores da América Latina, que acontece em setembro, certamente encontrará tudo lotado. Como fomos em um “domingo qualquer” de Julho, a cidade estava tranquila.

1. Boulevard Holandês: Holambra tem uma única rua turística principal, onde encontram-se algumas casinhas coloridas, típicas holandesas (que são lojas). Você saberá que chegou no centrinho quando avistar essas fofuras, que parecem casinhas de boneca.

Casinhas coloridas na entrada da rua turística principal de Holambra

2. Comer bem nos restaurantes holandeses: nessa mesma rua turística principal encontram-se os restaurantes, com comidas típicas holandesas. Vale a pena tomar um café, almoçar, tomar um lanche da tarde ou jantar por ali! Fomos no Martin Holandesa e adoramos.

Holambra, cidade das flores

Restaurantes com ambientes ao ar livre pela rua central de Holambra/SP

Depois de passear pelo centrinho, pegue o carro para visitar os demais pontos turísticos.

3. Deck do Amor: no caminho para o Moinho de Vento, você vai se deparar com um belo lago – o Lago Vitória Régia – onde fica o Deck do Amor. No píer, os casais apaixonados podem colocar um cadeado, eternizando o seu amor – simbólica tradição realizada em pontes de diversos países, como em Paris.

Portanto, se você está planejando visitar a cidade, já coloque um cadeado na bolsa e faça uma surpresa para o amado.

Holambra, cidade das flores

Deck do Amor e os cadeados fechados pelos casais apaixonados

Holambra, cidade das flores

Lago Vitória Régia, em Holambra

4. Arquitetura e as fachadas coloridas: enquanto você anda pela cidade, se depara com essas casinhas coloridas fofas, por toda parte. Rende divertidos clicks.

Holambra, cidade das flores

Arquitetura colorida, típica holandesa

11 motivos para conhecer Holambra, cidade das flores

5. Vila Amsterdam: ainda no caminho para o Moinho de Vento, avistamos essa bela praça. Claro que paramos para fazer umas fotos, né?

Resolvemos estacionar o carro ali mesmo e ir andando até o Moinho de Vento. Vale a pena fazer essa curta caminhada (de aproximadamente 10 minutos, a passos lentos) para apreciar as belezas naturais do caminho.

Holambra, cidade das flores

Painel ao lado da Vila Amsterdam, em Holambra

Holambra, cidade das flores

Praça montada. Flores naturais e painel artificial, imitando as casinhas típicas holandesas

6. Vila dos holandeses: antes de chegar no Moinho de Vento, você vai passar pela Vila dos holandeses, onde muitos imigrantes e descendentes residem.

Holambra, cidade das flores

Vila dos holandeses e uma réplica de um Moinho de Vento no jardim

7. Moinho de Vento “Povos Unidos”: inaugurado em 2008, o “Povos Unidos” é o maior moinho de vento da América Latina, com 38 metros de altura. Uma cópia fiel dos moinhos holandeses. Clique aqui e leia mais sobre sua história.

Custo: para subir, paga-se R$10,00 (estudantes pagam meia) -> nós não subimos.

Horário de visitação: das 8h às 17h.

Holambra, cidade das flores

Moinho de Vento “Povos Unidos”, em Holambra/SP

No dia que fomos (Julho 2017), ao lado do Moinho estava acontecendo um parque de Food Truck.

8. Fazenda de flores

O ponto alto da visitação em Holambra é conhecer os campos de flores.

Guia turístico

Nós optamos por contratar um guia oficial exclusivo, que nos levou nas principais fazendas da região.

Custo: R$ 80,00 (o casal) para um passeio exclusivo, só nosso. Contratamos o guia diretamente no Moinho e fizemos o passeio no carro dele.

Vantagens de contratar o passeio exclusivo:

  • Guia exclusivo, que nos levou onde quisemos (pedimos para ver as melhores plantações do momento);
  • Como as plantações ficam em propriedades particulares, você precisa estar acompanhado por pessoas credenciadas; caso contrário, não consegue entrar, já que os portões das fazendas ficam trancados e só entra quem tem a chave;
  • O Guia tirou milhares de fotos e ainda contou a história de tudo. Sim, achei que valeu a pena!

Há também o passeio turístico coletivo: R$ 40,00 por pessoa (lembrando que por R$ 80,00 o casal fizemos um passeio exclusivo) e normalmente é feito em ônibus, com mais gente, e não fazem todos esses campos de flores.

  • Plantação de Crista de Galo

Começamos a visitação pela Crista de Galo, também conhecida por Amaranto, Celósia e Suspiros. De origem asiática, são muito usadas para decoração de festas e casamentos. Fiquei encantada com essa plantação, elas parecem de veludo (e lembram o formato de um cérebro).

Holambra, cidade das flores

Plantação de Crista de Galo, em Holambra/SP

As Cristas de Galo gostam de muito calor, por isso são cultivadas dentro de uma estufa. Quando entramos, já começamos a suar (isso porque fomos no inverno). No verão a temperatura pode chegar a 50 graus.

Custo: Elas são vendidas por unidade – a fazenda vende por R$ 0,60 cada (porém, só vendem para credenciados). Quando chegam no consumidor final, esse valor já aumentou muito (as noivinhas que o digam).

  • Plantação de Gerberas

A segunda parada foi na fazenda de gerberas, que fica em frente a plantação de Crista de Galo. As gerberas são cultivadas em colunas de acordo com a cor/tipo.

São mais de 15 tipos diferentes. As cores das pétalas e miolos variam, já que elas são produzidas em laboratório.

Holanda, cidade das flores

Custo: na fazenda, as gerberas são vendidas por cerca de R$ 0,30 a unidade (mas eles só podem vender para os credenciados). Até chegar no consumidor final, esse valor já subiu muito! Em São Paulo, os atacadistas costumam vender por R$ 1,00 cada.

Holambra, cidade das flores

Plantação de Gerberas

Um fato interessante é que a produção dessas flores é feita em laboratório. Por isso, elas não precisam ser polenizadas – você não encontrará abelhas nem outro tipo de pragas no local. São produzidas única e exclusivamente para fins decorativos.

  • Plantação de Crisântemos

Quando o nosso guia falou que conheceríamos uma plantação de crisântemos, logo me veio na cabeça (confesso): planta de velório rs. Por ser mais barata, ela é muito usada em funeráis.

Mas é um campo tão lindo e colorido, recheado de brotos e flores de todos os tamanhos, que me surpreendi! Gostei muito de passear por esses corredores molhados (para o correto cultivo da flor, a terra precisa estar sempre úmida).

Holambra, cidade das flores

Uma das plantações de crisântemos de Holambra/SP

Bela plantação de Crisântemo

Detalhes

  • Plantação de Girassol

E como a melhor parte fica pro final, o ponto alto do passeio foi conhecer esse belíssimo mar de girassóis. Realmente um sonho estar ali!

Para acessar esse campo, você não precisa estar acompanhado de um guia credenciado. A floresta fica na beira da estrada entre Holambra e Artur Nogueira (nós fomos com o guia).

Holambra, cidade das flores

Campo de girassóis, em Holambra (julho 2017)

A curiosidade é que essa plantação destina-se para comercialização de sementes. A produção para fins decorativos é diferente – as flores são menores.

Visitamos a plantação no dia 8 de julho; no dia 13 foi feita a colheita. Nesse campo, a próxima plantação acontecerá somente em junho/julho de 2018, mas segundo o nosso guia, ainda em Julho uma nova plantação de girassóis será aberta ao público. Vamos ficar de olho!

Holambra, cidade das flores

Felicidade define estar nesse mar de girassóis

Essa plantação rendeu milhares de clicks

9. Garden Center: o lugar mais indicado para comprar flores. Dentro do estabalecimento, há um freezer enorme para preservar as flores mais sensíveis ao calor, como tulipas e rosas.

10. Museu Holambra: há também um museu histórico e cultural, que conta a história da cidade, mas não visitamos.


Booking.com

11. Expoflora: maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina, o evento acontece em setembro.

Sobre Holambra, cidade das flores

Holambra foi fundada por um grupo de holandeses, que fugiram da 2a Guerra Mundial, em 1948, e chegaram na região. Começaram a trabalhar com o que sabiam fazer: agricultura. Tentaram criar gado holandês, mas não deu certo; até que começaram a cultivar flores. Porém, a cidade só foi oficialmente fundada em 1991.

Você sabia que Holambra é uma junção de Holanda, América e Brasil?

Os imigrantes holandeses e seus descendentes ajudam a manter, até hoje, os costumes e tradições, observados na gastronomia, arquitetura, símbolos desenhados pelas ruas etc. Até as ruas e avenidas têm nome de flor.

Como chegar?

Saindo de São Paulo, de carro: pegue a Rodovia dos Bandeirantes até Campinas. Ao chegar no acesso a Rodovia Anhanguera (Km 103), entre na Rodovia D. Pedro I e siga até o Km 134. A partir daí, continue na Rodovia SP-340, sentido Mogi Mirim.

Fique atento ao chegar no Km 141, pois começam a surgir placas indicando quantos quilômetros faltam para chegar a Holambra.

Onde se hospedar?

Como fizemos um bate e volta, não tenho hoteis na cidade para indicar. Mas minha dica é pesquisar hotéis na região. Jaguariúna, por exemplo, fica coladinha em Holambra.


Booking.com


Clique aqui e reserve o seu hotel pelo Booking.com*

*Reservando pelo nosso site você não paga nada a mais por isso, faz a sua reserva da mesma forma e ainda nos ajuda, com uma pequena comissão de indicação que recebemos do Booking. Agradecemos se puder nos ajudar 😉

O casal Tripadoiss também visitou Holambra, cidade das flores. Clique para ler a experiência que eles tiveram.

——————————————————————————————-

Ao viajar, lembre-se de contratar o Seguro de Viagem Allianz. Ao utilizar o cupom 2017AFL, ganhe 15% de desconto. Se preferir, clique aqui e faça a sua cotação diretamente no site.

—————————————————————————————————

Siga Os Voos da Xoana no Facebook, Instagram, Pinterest e Youtube e acompanhe as nossas novidades.

6 comentários sobre “11 motivos para passear em Holambra, cidade das flores

  1. Angelica

    Amei td!!!!
    Muito bem escrito e bem detalhado.
    Nem o site oficial é tão completo.
    Não sei se ajuda mas parece que aos finais de semana tem uma Vam que sai da estação saúde do metro de manhã e volta a noite.Mas precisa confirmar inclusive o vlr.
    Um dia farei esse passeio, por mim e por minha mãe que sempre quis conhecer mas não pode.
    Pra mim terá um gostinho especial.
    Obrigado!!!
    Bjs.

    1. Julia Autor da Postagem

      Sua linda, que delícia receber sua visita e ler o seu comentário aqui.
      Adorei essa informação sobre a Vam… vale a pena conhecer, é uma cidade delicinha! Beijão

  2. Glaucia

    Muito amor por essa cidade. Conhecemos na semana passada, mas infelizmente os girassóis já haviam sido colhidos 🙁
    Amei o post. Super completo, um verdadeiro guia pra quem quer conhecer Holambra!

  3. Amanda

    Olá Julia!!

    Que cidade linda!!! Já quero conhecer!!!
    Amei tudo muito bem detalhado *-*
    Lá parece ser carinho as coisa, você sabe dizer se os restaurantes aceita ticket?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *