Os Voos da Xoana

5 dicas para uma celebração de batizado bonita, sem gastar muito

Um domingo mais que especial. Dia 10 de março de 2019: o batizado da nossa #littlexoana. Acordei neste dia com o coração e a alma supersensíveis e fiquei em “estado de graça” dias após a cerimônia. Não imaginei que me emocionaria tanto com o batizado da minha filha. Foi um dia de puro amor e gratidão. Estar com a família reunida nesse momento tão importante para a nossa vida e da nossa pequena foi inesquecível. Neste post vou dar 5 dicas para uma celebração de batizado bonita, sem gastar muito.

festa de batizado
Mamãe Julia, Papai Marcelo e filhota Mariah, esbanjando felicidade no dia do batizado. Crédito das fotos: Andressa Allegranci

Como batizado é um momento muito família (pelo menos no nosso conceito), decidimos fazer uma celebração intimista, apenas para os nossos familiares próximos (pais, mães e irmãos), até porque não queríamos gastar muito (afinal, teve o chá de bebê há não muito tempo, mais todos os gastos envolvidos com a chegada do bebê e, em breve, a festinha de 1 ano).

A escolha da igreja

Escolhemos a Catedral Anglicana de São Paulo para realizar o batizado da nossa pequena por alguns motivos:
– primeiro porque gostamos da filosofia (apesar de sermos espiritualistas);
– segundo porque os padrinhos não precisam ser da mesma religião que a igreja escolhida para o batizado (e escolhemos duas pessoas com religiões diferentes);
– não é necessário fazer o curso de batismo;
– você pode escolher duas madrinhas ou dois padrinhos, caso seja da sua
vontade, e não precisam ser casados. A única exigência é que sejam maiores de 18 anos.

Fizemos uma cerimônia privada, que é realizada na capela de vidro, ao lado da Catedral (comporta até 50 pessoas). Quem realizou a cerimônia foi o reverendo Aldo. A capela é um charme e as fotos ficam lindas, com o fundo dominado pela natureza. A parte externa é toda arborizada, então dá pra fazer belas fotos com os convidados após a cerimônia. Há também a opção de batizado coletivo, realizado dentro da Catedral (há diferença de valores entre a cerimônia individual e coletiva. Para saber mais, entre em contato com a Catedral).

A cerimônia foi muito rápida, durou menos de 15 minutos, já que “dona
Maricota” estava agitando querendo ir para o chão toda hora. O reverendo Aldo explica o conceito do batismo, explica as simbologias e faz o ritual de jogar a água na cabeça do bebê. Mariah ficou muito tranquila, não chorou e nem reclamou (só deu um chorinho quando o papai foi passar o óleo na testinha dela).

O look de batismo

O look escolhido para o batismo da Mariah foi muito especial: um vestido usado pela mamãe (euzinha) quando bebê! Acreditam? Minha mãe guardou várias roupinhas de quando eu era bebê por 34 anos! Ela tinha certeza que eu teria uma filha menina! Nem parece que essa roupinha tem 35 anos, né? Musky guardou com muito carinho e cuidado!

O sapato de cristais foi presente da Avarin Collection, e veio diretamente da Tailândia. Mais uma peça cheia de significados para a gente, já que casamos naquele País e, agora, nossa filha usou uma peça de lá no dia da sua primeira consagração.

Esse laço maravilhoso foi desenvolvido pela Keytt, da Deveras Laços.

O almoço: 5 dicas para uma celebração de batizado bonita, sem gastar muito

Assim que saímos da igreja, seguimos para um restaurante, previamente reservado, para almoçarmos juntos, em família! Confira 5 dicas de como preparar uma celebração de batizado bonita, gastando pouco.

  1. A escolha do local: a primeira dica é escolher um local que atenda a vários gostos, que tenha um espaço para montar uma mesa decorada, com bolo e docinhos, e que o valor da alimentação caiba no seu bolso. Nós escolhemos uma churrascaria com muitas opções (para quem come e não come carne) e preço acessível ao que oferece.
  2. A decoração: aqui tivemos uma vantagem: a madrinha da nossa pequena ama fazer festas e ficou responsável por toda a decoração. Ela chegou mais cedo no restaurante para decorar a mesa e depois seguiu para a cerimônia. Usamos a mesa do próprio restaurante, e ela levou o painel de fundo, os balões, a toalha e as peças decorativas. Pouca coisa foi comprada especialmente para a ocasião: procuramos utilizar peças que já tínhamos em casa. Tenho certeza que se você procurar, também vai encontrar muitas coisas que conseguirá utilizar na decoração da sua festa. Seja criativo e improvise. 
  • 3. O bolo e os docinhos decorados: esses são outros itens que darão todo o charme na sua festa. Eles foram caprichosamente feitos pela Anju Bolos. Queria esse bolo de anjinho e a Anju arrasou na confecção. Além do que, estava uma delícia (recheio de doce de leite). Para os doces decorados, escolhemos bíblia e espírito santo de pão de mel; e espírito santo no palito de chocolate. Tudo lindo e delicioso. De tão lindo, as pessoas acabam ficando com “dó” de comê-los e levam para casa como “lembrancinha”. Inclusive, fica a dica: eles podem servir como lembrancinha também, afinal, como sobremesa, já terá o bolo.

  4. Lembrancinhas: também não queríamos gastar muito com lembrancinhas, afinal, a maior lembrança que teremos é o momento em que estivemos juntos. Mas, como a nossa dinda é uma artesã de mão cheia, aproveitamos, mais uma vez, o talento dela. Além da decoração, foi ela a responsável por preparar as lembrancinhas para os convidados: um copinho de vidro com vela dentro, com um santinho pendurado; e sabonetes em formato de anjo. Lindos, com matéria-prima de preço acessível, e super útil. 

  5. Fotógrafa: ter os registros desse momento é fundamental. Sei que tem muita gente que não se importa para fotos, mas são elas que eternizam os momentos, e nossos filhos vão amar ver como foi o dia do batismo deles quando estiverem maiores (e nós também amamos quando vemos o resultado). Quem registrou tudinho, tanto na igreja quanto no restaurante, foi a Andressa Allegranci.

Gostou do post? Ele poderá te ajudar de alguma forma? Te deu alguma ideia? Deixe um comentário pra gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *