Os Voos da Xoana

Railay Beach, em Krabi: roteiro de 3 dias

TAILÂNDIA PARTE 4

Sawadee khaaaaaaa (com bastante “a” – mulheres dizendo Oi em tailandês).

Passear pelos templos de Bangkok e conhecer a capital tailandesa foi bacana, mas chegar nas praias paradisíacas foi o ponto mais esperado da viagem! Somos doidos por praias!

Railay Beach é considerada uma das praias mais bonitas da Tailândia e tem um pôr-do-sol de encher o coração de amor. É uma península, localizada na província de Krabi, rodeada pelo mar calmo e verdinho (super quente, parece um banho de banheira) e montanhas com rochas enormes, que deixam o lugar ainda mais incrível.

IMG_3138

A típica foto em Railay Beach #sunsetlovers

Como chegar em Krabi e, depois, em Railay Beach?

Como estávamos em Bangkok, pegamos um vôo do aeroporto de BKK para Krabi pela ThaiAirways  (duração de 1h20). Assim que desembarcamos no aeroporto de Krabi, pegamos uma van, que negociamos no próprio local, até o píer de Ao Nang (trajeto com duração de uns 25/30 minutos).

IMG_5386

Pier onde pega o Long Tail para Railay Beach

DICA1: fiquem espertos aos horários de chegada dos vôos. Como a única maneira de chegar em Railay é por barco, após a anoitecer não tem transporte para lá! Dependendo do horário que chegar, terá que ficar em algum hotel até o dia seguinte.

No píer, pegamos o famoso Long Tail boat – aqueles barquinhos fofos de madeira, típicos da Tailândia – até Railay Beach (trajeto de uns 20 minutos). As saídas são frequentes. O barco vai te deixar no píer, e aí você vai caminhando até o seu hotel (a praia é bem pequena e tudo é feito a pé. Não há carro nem moto no local).

DICA2: vale muito a pena viajar para a Tailândia de mochilão! Evite mala de rodinhas, você terá que andar muito pela areia e, portanto, terá que levá-la na mão, o que dificulta bastante.

DICA3: já vá para Railay de biquini/ roupa de praia… além de já pegar um bronze, é bem capaz de você se molhar dentro do Long tail (e a sua mochila também).

Quanto tempo ficar nesse paraíso?

Como a praia é bem pequena, dá para conhecer e curtir tudo em 2/3 dias. Agora, se você tiver mais tempo e quiser ficar “de pernas para o ar”, tire um dia para curtir o seu hotel, descansar na piscina, ficar deitado na espreguiçadeira, tomando uma Chang gelada e apreciando o belo pôr-do-sol.

O que fazer?

Em primeiro lugar, tenha um mapa em mãos – e nós ajudamos você a ter um 😉

IMG_2683

Calor, praia, sombra, Chang gelada e muitos visuais incríveis para se encantar. Portanto, acorde bem cedo para aproveitar ao máximo tudo o que o dia tem para te oferecer e evitar os lugares tão cheios. Em um dos dias, acordamos mais cedo que o normal para ver o nascer do sol (o #sunset ainda é mais espetacular, mas valeu a pena ver esse céu todo rosa).

  • Passeio de caiaque: passeio “obrigatório” em Railay! Alugamos o caiaque no próprio hotel, por 2 horas, e saimos desbravando esse mar e praias incríveis. Levem snorkel, em qualquer parada você vai ver muitos peixinhos!

A primeira parada foi numa “caverna”, dentre as tantas existentes por alí. Essas “estalactites” de pedras deixaram a minha mente maluca rs. Fiquei pensando: quantos anos levaram para ficar assim? É muita energia! No rasinho, a cor da água fica ainda mais clarinha, com aqueles 50 tons de azul/verde.

A segunda parada foi em Pranang Cave Beach, uma praia em que dentro da caverna possui um santuário dedicado ao espírito da Princesa Phra Nang. Para trazer fertilidade às famílias e como oferenda, os pescadores colocam esculturas de todos os tamanhos e cores para agradar o espírito dela. Nós ainda não estávamos planejando filhos (estávamos em lua de mel), mas já pedimos a benção, né? Pra nós e para todas as amigas rsrsrs

  • Escalada: nós não fizemos, mas dizem que a Tailândia é um dos melhores lugares do mundo para a prática da atividade, afinal, a quantidade de pedras existantes, altíssimas, são ideais para o esporte. Contrate um guia e todo o equipamento lá mesmo. Inclusive, em Pranang Beach você pode fazer uma trilha, com escalada, para a Lagoon e Viewpoint. O caminho é íngreme, rochoso e perigoso. Um prato cheio para quem gosta.
  • Pôr-do-sol: o famoso #sunset de Railay Beach é de cair o queixo de tão lindo. Parece uma bola de fogo enorme caindo dentro do mar… o céu vai ficando laranja, rosa… Deve ser visto religiosamente todos os dias que estiver por lá! Inesquecível.
  • Tour pelas ilhas – parte 1: tiramos um dia para fazer o passeio por um lado das ilhas. Como estávamos em 9 pessoas, preferimos alugar um speed boat (lancha rápida) só para nós, em frente ao hotel – os passeios oferecidos pelos hotéis são sempre mais caros. Na praia, sempre ficam muitos barqueiros a espera dos turistas, tanto de Long tail quanto de Speed boat. Ah, claro, lembrem-se sempre de negociar!!! Tudo na Tailândia é a base da pechincha!

Fizemos algumas paradas, mas não vou lembrar o nome de todas as praias. Assim que saímos de barco, avistamos a Chiken Island – que leva o nome por uma das rochas parecer um pescoço de galinha -mas não paramos, pois ela recebe um número específico de pessoas por dia e já tinha lotado (fechamos o barco na hora, lembra?).

A primeira parada oficial já foi para queimar muitas calorias… uma praia suuuper privativa – e, por sinal, estavam arrumando para fazer um casamento ali (paraíso). O guia nos convidou para fazer uma trilha até o topo do morro – que chama algo como “Tromba do elefante” devido ao seu formato – e os doidos aqui toparam! Um morro suuuper íngrime, praticamente uma escalada. Ainda bem que tinha corda para ajudar a subir e, principalmente, descer! Chegamos no topo encharcados de suor, sujos de barro, alguns (lê-se euzinha) machucados – bati a canela na árvore em um escorregão e ganhei de presente uma cicatriz para sempre lembrar dessa aventura – mas valeu muuuito a pena ver esse paraíso de cima. Após a descida, um merecido banho de mar nessa água transparente (e quente).

A segunda parada foi na paradisíaca Lagoon, um dos lugares “mais sensacionais do mundo”. Aquela sensação de felicidade enorme dentro do peito e muuuita gratidão! Soltei bem alto aquele “UAU” ao ver tamanha beleza (e com direito a um belo eco, pois o lugar estava vazio, só a gente para desfrutar esse paraíso). E a cor dessa água? Inacreditável!

A terceira parada foi em uma ilha bem pequena para fazermos snorkel. Cheiaaa de peixinhos. Aqui ficamos um tempo descansando também (afinal, pelo que podem ver, o cansaço era grande, ne? Do bar, pro mar; do mar, pro barco; nadar pra ver peixinhos… rsrsrs).

A quarta e última parada foi em uma praia bem deserta, com um balanço fofo que deu todo o charme no ambiente. Aliás, a maioria das praias da Tailândia tem esses balanços fofos, que rendem clicks incríveis.

  • Tour pelas ilhas – parte 2: no dia de fazer o checkout do SandSea, resolvemos alugar uma lancha (speed boat) para irmos até o nosso próximo destino (Koh Phi Phi), já parando para conhecer as ilhas do outro lado – Koh Phi Phi Don. E confesso que esse é o lado mais incrível, mais paradisíaco e mais encantador da ilha. A água é tão transparente que, enquanto você navega, vê o fundo do mar. Fazer snorkel é sensacional! Clique aqui e leia o post completo sobre as paradisíacas praias de Koh Phi Phi.
  • À noite, o agito fica por conta da Walking street, uma vila cheia de lojinhas, bares e restaurantes. Na frente dos restaurantes, eles montam um balcão em que você escolhe, na hora, o peixe que quer comer… “peixe ao vivo” rs… As barraquinhas são bem roots assim, mas tem “free wifi”. Na praia, acontece um lual, que é um charme.

Onde se hospedar?

IMPORTANTE: Vale a pena prestar atenção nessa valiosa dica ANTES de escolher onde se hospedar!!! Railay Beach tem dois lados:

  1. Railay East, onde chegam os barcos no píer: tem um grande manguezal e não há faixa de areia. Possui hotéis bem bacanas, com preços mais acessíveis, mas há uma boa perda da vista e não dá para tomar um banho de mar nem tomar sol. Desse lado, há apenas 10 minutos caminhando do lado West, há bastante bares com música ao vivo e shows de malabares de fogo.
  2. Railay West, lado da praia, onde ficam os melhores hotéis e restaurantes, a beira mar, com a vista maravilhosa do incrível pôr-do-sol. A minha recomendação é: fique desse lado! Nós escolhemos o Hotel Sand Sea (resevamos pelo Hoteis.com): os quartos são bons e a localização é ótima: bem perto da Vila (walking street), onde rola o agito.

Vale muito mais a pena se hospedar em Railay ao invés de ficar em Krabi Town ou Ao Nang.

Gostou? Alguma dica para acrescentar? Deixe um comentário pra gente 😉

Khop Khun Khaaaaa (mulheres dizendo “Obrigada”) 

——————————————————————————————-

Ao viajar, lembre-se de contratar o Seguro de Viagem Allianz. Ao utilizar o cupom 2017AFL, ganhe 15% de desconto. Se preferir, clique aqui e faça a sua cotação diretamente no site.

—————————————————————————————————

Siga Os Voos da Xoana no Facebook, Instagram, Pinterest e Youtube e acompanhe as nossas novidades.

LEIA TAMBÉM

4 dias em Bangkok – o que fazer?

Taxistas em Bangkok

Bate e volta em Ayutthaya – roteiro de 1 dia

 

Koh Phi Phi e suas paradisíacas ilhas

 

 

38 comentários sobre “Railay Beach, em Krabi: roteiro de 3 dias

  1. Marcos Brito

    Que show de post! Esse lugar é incrível, assim como toda a Tailândia e já está no meu roteiro para quando for visitar este país. Obrigado por compartilhar suas dicas e experiências, serão de grande ajuda!

  2. Alice

    Ler esse post é voltar a viajar pela Tailândia ! Esses últimos dias so vejo fotos de Tailândia como se tudo mundo estivesse voltando desse paraíso agora. E que saudade ! Morri de saudade ! Quase literalmente !

  3. fabianaoliv

    Que passeio incrivel! Estou adorando seus posts. Esta viagem rendeu lindas fotos e boas historias. Imagino que no fim de um dia destas, caiam duros na cama!

  4. Pingback: As paradisíacas ilhas de Koh Phi Phi – Os Voos da Xoana

  5. Pingback: Deu ruim na Tailândia – infecção e internação do outro lado do mundo – Os Voos da Xoana

  6. Pingback: Taxistas em Bangkok – Os Voos da Xoana

  7. Caroline Rivera

    Que demais essas fotos, uau! To babando aqui. Esse nascer do sol está belíssimo!
    Adorando os relatos.
    Sempre quis andar nesses barcos da Tailândia.

    Essa Lagoon é fenomenal! Lindo demais, sem palavras.

    Desejando uma foto assim em um balanço.. lindo!

    E adorei a dica do hotel, que show! Tem post só dele?

    Beijokas!

  8. AMilnaestrada

    Caso de amor e ódio com seus posts, rs.
    Me faz querer voltar para a Tailândia toda hora!
    Ficamos no mesmo hotel, que felicidade.
    Qual período você esteve lá? Quem sabe não nos esbarramos e nem sabemos.

  9. Anderson

    Vou começar elogiando o post, já falei no insta que ano que vem planejo ir para a Tailândia, e aqui tem ótimas dicas, post sempre completos e muito rico em detalhes. Parabéns. Agora vamos falar do local, praia por do sol, natureza, ilhas, essa cor de mar. Nossa imagino o sonho que foi estar nesse lugar. As fotos ficaram ótimas e mostram bem sobre como foi a viagem, estamos adorando. Um grande abraço @viajandodebarraca

  10. Dhebora

    Essa Praia é realmente linda! Impossível tirar foto feia por lá! Agora, o que eh achei bizarro mesmo foram as esculturas da caverna! Gente, que que é aquilo? Hahahahaha

  11. Camila Santiago

    Eu fico apaixonada sempre quando leio dicas e relatos e acompanho fotos desse destino… É um pedacinho de céu mesmo ne??? Um paraíso… Morro de vontade de levar meus pequenos e curtir um pouquinho de tudo isso que vcs relatam… AMEI tudo!!!

  12. Livia Melo

    Tailândia é um dos lugares mais incríveis que visitei, e Railay, sem dúvidas, contribuiu pra isso. Também fizemos o tour das 4 ilhas e foi perfeito! Outra coisa que também fiz e ameei foi andar de caiaque! Imperdível! Adorei o post! Bjss

  13. Fabiana Diniz

    A Tailândia é um paraíso que sou louca para conhecer. Que post e a fotos incríveis. Excelentes dicas para ajudar no meu planejamento de viagem. Paisagens sensacionais. Obrigada por compartilhar.

  14. Pingback: O nosso casamento em Phi Phi, Tailândia – Os Voos da Xoana

  15. Gabi Pizzato

    Sawadee Kaaa!!!
    Acredita que fiquei no mesmo hotel? Vai quer estávamos na mesma época por ali… fui em fevereiro!
    O post está com a energia de Railay! Muito bom de ler e rever em fotos!
    Bj

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *