Os Voos da Xoana

20 dicas importantes para quem vai viajar para o Chile

Sempre que planejamos uma viagem, é muito importante nos familiarizarmos com algumas informações básicas sobre o país de destino, como necessidade de visto, vacinas, moeda, idioma, taxa de câmbio, custos, temperatura, clima, segurança etc. Nesse post compartilhamos 20 dicas importantes que você deve saber antes de viajar para o Chile. Elas facilitarão a sua viagem! Confira!

1) Posso entrar no Chile com o RG?

Quando for viajar para o Chile, vale a pena saber que é possível entrar no País com RG em bom estado de conservação e com menos de 10 anos de uso. Porém, eu sempre prefiro entrar com passaporte – lembre-se de verificar a validade.

DICA IMPORTANTE: na imigração você receberá um papel. Guarde-o, você precisará dele para sair do País.

2) Preciso de visto para entrar no País?

Não. Nós, brasileiros, não precisamos de visto para entrar no Chile.

3) Atenção com a entrada de alimentos!

Não é permitido entrar no Chile com alimentos – nem mesmo uma fruta ou sanduíche recebido no vôo. Tínhamos uma maçã na mochila, embaladinha pela sala VIP de São Paulo, mas nos pararam no Raio X, pediram para abrirmos a mochila, tiraram a fruta, jogaram no lixo e ainda nos avisaram que podiam nos dar uma multa de 300 dólares pela atitude. O país é rígido com a entrada de alimentos em vôos internacionais devido a sua agricultura e receio de pragas. Se quiser levar algo em sua viagem para o Chile, despache na bagagem.

4) Qual a moeda utilizada no Chile e onde posso trocar dinheiro?

A moeda é o peso chileno (diferente do peso argentino). Você pode levar Real (melhor opção) ou Dólar. Nós trocamos na Rua Augustinas, atrás do Palacio de La Moneda. Lá você encontra uma casa de câmbio ao lado da outra. Escolha a com melhor cotação e troque! Em agosto de 2017, pagamos R$ 1,00 –> 189 pesos.

Troque o mínimo necessário no aeroporto, apenas para as despesas do dia (lanche, metrô etc). Mas atenção: as casas de câmbios fecham aos domingos e feriados. As que estiverem abertas cobrarão um valor bem mais alto do que o praticado normalmente.

Para fazer a conversão de Peso para Real, basta tira os 3 últimos zeros e multiplicar por 5. Por exemplo, um lanche no valor de 5.000 pesos chilenos = 5×5= R$25,00. Se for pagar no cartão de crédito, lembre-se que tem a porcentagem de IOF.

5) O Chile é um país caro?

Essa pergunta é muito relativa, já que depende do tipo de viagem que pretende fazer. Falarei sob a nossa perspectiva: comida no Chile é muito cara (principalmente porque o solo e clima não ajudam a plantação). Tanto comprar em supermercados quanto comer em restaurantes sai um valor “salgado”! Em restaurantes bons, com uma garrafa de vinho, gastávamos entre 20 e 30 mil pesos por pessoa – algo em torno de R$100 a 150,00 cada – preço de São Paulo. A diferença dos restaurantes bons pros medianos não é grande! Portanto, vale a pena ir pros tops – que, por sinal, são muito bons.

Já as famosas empanadas e o completo (hot dog com abacate) são bem baratos! Algo em torno de mil pesos – R$5,00! Vale a pena enganar a fome com eles e fazer uma boa refeição no dia (almojanta).

Já os vinhos… ahhh esses são mega baratos: 3x menos que no Brasil.
Dizem que eletrônicos e roupas são baratos também (há alguns outlets), mas não sabemos ao certo porque nossa trip só teve consumismo de vinho, boas experiências e comilança rs

6) Idioma / curiosidades de palavras

O idioma oficial é o espanhol, mas é engraçado ver que eles possuem algumas expressões diferentes das praticadas na Colômbia, na Argentina e na Espanha.

  • Cachai = como se fosse “entendeu”?
  • Papas fritas = batata frita

E, nós, que falamos o Portunhol, é importante ficarmos ligados com algumas palavras parecidas, mas com significados totalmente diferentes.

  • Rato = rápido
  • Bebida = refrigerante
  • Porra – é um sobrenome
  • Buzeta (lê-se buceta) – também é um sobrenome rsrsrs

7) Como se locomover? 

Andamos muito de metrô e ônibus. A passagem custa 660 pesos = R$3,60 e com o essa passagem você pode usar metro+ônibus por 2 horas sem pagar a mais; usamos Uber e Cabify também, cote nos dois apps e escolha o com melhor preço. Evitamos o taxi.

8) Aluguel de carro x utilização de agências para passeios

Alugamos carro no dia que fomos para as vinícolas e o preço mais em conta que encontramos foi diária de 20 mil pesos = R$100,00.

Clique no banner abaixo e alugue o seu carro na RentCars.com 

Para fazer Embalse El Yeso, Farellones e Valle Nevado preferimos utilizar agência de turismo especializada, já que as estradas são perigosas, bem sinuosas e não estamos acostumados a dirigir na neve. Para chegar no Valle Nevado, por exemplo, é obrigatório o uso de corrente nas rodas!

9) Segunda-feira, praticamente o nosso domingo.

Segunda-feira é um dia em que muitas coisas fecham em Santiago, inclusive o teleférico do Cerro San Cristobal, algumas lojas e restaurantes! Portanto, quando for viajar para o Chile, atente-se a isso ao montar o seu roteiro.

10) Como é a gastronomia chilena?

Santiago, como em muitas capitais, oferece uma gastronomia variada. Você vai encontrar restaurantes de diversos tipos e valores. Quando estamos em um país diferente, gostamos de experimentar as comidas típicas e, no Chile, algumas delas são: as famosas empanadas, o completo (hot dog com abacate no lugar de purê de batata), ceviche de peixe e camarão, frutos do mar, mariscos (loucos), peixes específicos do Oceano Pacífico, muito restaurante peruano e, claro, tudo isso acompanhado de deliciosos vinhos!

11) Desconto de imposto na hospedagem

Você sabia que ao pagar sua hospedagem com cartão internacional, dólar ou euro você não paga o imposto IVA (Impuesto al Valor Agregado), de 19%? Basta apresentar seu passaporte e aquele papel da imigração que você recebe na entrada do País.

Reserve o seu hotel no Booking.com*

*Reservando o seu hotel e alugando o seu carro pelo nosso site, você não paga nada a mais por isso, faz a sua reserva da mesma forma e ainda nos ajuda, com uma pequena comissão de indicação que recebemos das empresas. Agradecemos se puder nos ajudar.

12) Qual a melhor época do ano para visitar o Chile?

Depende do seu interesse. No Chile você encontra desde deserto, lagos, praias, montanhas até neve. Nós fomos no inverno (agosto de 2017), já que queríamos pegar a temporada de neve para esquiar.

13) Clima seco

Santiago tem um clima bastante seco, você vai sentir na pele! Por isso é muito importante o uso protetor solar, labial e muito creme hidratante. Mulherada, capriche nos cremes de cabelo – ele fica muito ressecado e duro.

14) Poluição x visibilidade

O ar de Santiago é muito poluído. Por ser muito alta, a Cordilheira acaba barrando a vazão da poluição, que fica concentrada em cima da cidade e, com isso, muitas vezes a visibilidade da Cordilheira fica comprometida. Porém, depois de um dia de chuva, o tempo limpa e a visibilidade fica ótima! Prefira esses dias para subir aos Cerros.

15) Quantas garrafas de vinho posso trazer para o Brasil?

Você pode trazer até 5 garrafas de vinho na mala de mão, desde que fechadas e bem embaladas (naquelas caixinhas, sabe?) e as demais na mala que será despachada, bem embaladas para não correr o risco de quebrar. Portanto, deixe espaço e kilos sobrando na bagagem (confira o limite permitido pela sua cia aéra. Na Latam é uma mala de 23 kilos).

16) Vale a pena comprar chip para usar Internet?

Nós utilizamos o chip da EasySim4U e amamos! Nada como ter acesso à internet 4G de qualquer lugar – inclusive no Valle Nevado, que está a 3 mil metros de altitude. Além de acessar as mídias sociais, postar fotos, falar por Whatsapp etc, quebra um galhão, já que você consegue pedir Uber/Cabify de qualquer lugar e acessar o Google Maps para saber qual ônibus/metro pegar para chegar ao seu destino!

17) Santiago é seguro?

Santiago é uma cidade segura, mas tem que ficar espero com os “bate carteira e celular”. Oportunistas existem em todos os lugares, portanto, não dê bobeira com sua mochila, bolsas e câmeras fotográficas/celular. Em nossas viagens, usamos sempre a doleira para guardar o dinheiro.

18) Em caso de terremoto, o que devo fazer?

Graças a Deus não vivemos essa experiência para contar. Mas a Natália, do Enfim Nômades, está morando em Santiago e já presenciou alguns terremotos. Ela conta 12 coisas que aprendeu com os terremotos. Confira!

19) Você sabia que é proibido por lei beber bebidas alcoólicas nas ruas?

No Chile não é permitido, por lei, beber nada alcoólico nas ruas!!! Portanto, nada de sair bebendo aquela cervejinha por ai. Dá cadeia e a multa é altíssima!

20) Você sabia que a água da torneira é filtrada?

Isso mesmo, pode beber água da torneira no Chile sem medo! Porém, ela contem muitos sais minerais – quem não está acostumado é bom mesclar com água mineral (pode dar “piriri” em alguns, mas não tivemos problemas com ela).

#DICA BÔNUS 1:

A tomada é padrão 3 pinos – um em cima do outro linear vertical, e a voltagem é 220V.

#DICA BÔNUS 2:

Horário local: 1 hora a menos que o horário de Brasília. Porém, no horário de inverno fica o mesmo que do Brasil (meados de agosto).

#DICA BÔNUS 3:

Verifique o limite da bagagem da sua companhia aérea. Na Latam você pode despachar uma mala de 23kg e 10kg na mão.

——————————————————————————————-

Ao viajar, lembre-se de contratar o Seguro de Viagem Allianz. Ao utilizar o cupom 2017AFL, ganhe 15% de desconto. Se preferir, clique aqui e faça a sua cotação diretamente no site.

—————————————————————————————————

Siga Os Voos da Xoana no Facebook, Instagram, Pinterest e Youtube e acompanhe as nossas novidades.

 

2 comentários sobre “20 dicas importantes para quem vai viajar para o Chile

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *