Os Voos da Xoana

8 perguntas frequentes sobre trombofilia na gestação

Você sabe por que algumas grávidas precisam tomar uma “picadinha de amor” por dia na barriga? Porque algumas mulheres apresentam uma alteração no sistema de coagulação, chamada de trombofilia. Para sanar as dúvidas sobre o assunto, separamos algumas perguntas frequentes sobre trombofilia na gestação. Confira!

Mas o que é trombofilia?

A trombofilia é uma anomalia no sistema de coagulação do sangue que gera propensão para trombose durante a gestação. Ela pode ser genética ou adquirida. No meu caso, tenho 4 alterações genéticas.

Para quem tem trombofilia, essas injeções diárias são o remédio que tornam possível gerarmos uma VIDA e sermos MÃE. Por aqui, foram 204 picadinhas de amor.

trombofilia na gestação

Picadinhas de amor

Confira algumas perguntas frequentes sobre trombofilia na gestação
1. Por que a trombofilia é perigosa PARA AS GRÁVIDAS?

Como o sangue fica mais grosso, pode haver entupimento tanto das veias da mãe como obstrução da circulação do sangue que vai para a placenta – e, consequentemente, para o bebê. Há muitos casos de aborto espontâneo e por repetição – quando há obstrução das veias da placenta – ou de redução do crescimento fetal – quando a quantidade de nutrientes que chega ao feto é insuficiente.

Em relação à saúde da mãe, há vários riscos, como embolia pulmonar, AVC, pré-eclampsia etc, inclusive no pós-parto.

2. VOCÊ TOMOU Uma injeção por dia? Elas doem?

Sim, tomamos uma picadinha de amor por dia. Se elas doem? Depende do seu estado de espírito! Para mim, uma dor minúscula perto do tamanho do propósito delas.

trombofilia na gestação

3. A BARRIGA FICA ROXA?

Sim, dependendo da aplicação fica um roxinho no local, mas depois de um tempinho eles somem.

trombofilia na gestação

Roxinhos na barriga – 20 semanas de gestação

4. Você dAVA a injeção direto na barriga? Não pega no bebê?

Sim, a injeção é dada diretamente na barriga, a dois dedos do umbigo. Cada dia de um lado. E não, não pega no bebê, a agulha da injeção é pequena, só pega a gordurinha. É possível aplicar no “gordinho” da lateral /cintura ou até mesmo na coxa, mas o laboratório recomenda a aplicação na barriga para maior eficácia do produto.

5. Como diagnosticar o problema?

Muitas mulheres descobrem depois de terem alguns abortos consecutivos, pois é um problema silecioso. Não doi e não há sinais de que você o possui.
Graças a Deus eu descobri antes de engravidar, em um exame de sangue especifico para isso! Com isso, me preparei psicologicamente para elas quando engravidasse – o que tornou o processo menos doloroso emocionalmente.

Portanto, caso esteja planejando engravidar, peça para o seu médico para fazer o exame (eles não costumam pedir, ja que é um exame caro, não coberto pelos planos de saúde).

6. portadores de trombofilia podem ter parto normal?

Sim, pode (eu tive), desde que a sua última injeção tenha sido dada 12h antes do parto. Porém, isso pode variar de caso a caso, conforme o grau da trombofilia e do histórico de saúde da paciente! Portanto, consulte o seu médico.

7. Você tomou as injeções no pós-parto também?

Sim, a minha recomendação foi tomar de 7 a 14 dias por conta do risco de trombose, mas cada caso é um caso, portanto, pergunte para o seu médico qual a sua recomendação. Há casos em que a paciente precisa tomar as picadinhas por até 40 dias pós-parto. Isso porque o risco de trombos segue mais alto.

8. HÁ ALGUM CUIDADO ESPECIAL NA HORA DE VIAJAR DE AVIÃO?

Sim. A recomendação é utilizar meias de compressão, tomar água, caminhar pelo corredor a cada 2 horas e fazer xixi durante o voo.

Uma dica para todas as gravidinhas que vão viajar de avião: para que o cinto de segurança não aperte a barriga (e evite machucar em possíveis trancos no momento da decolagem e pouso), coloque o travesseirinho que eles oferecem entre o cinto e sua barriga.

trombofilia na gestação

Nós vencemos a trombofilia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *