Os Voos da Xoana

Abu Dhabi em 1 dia – o que fazer?

Abu Dhabi é a capital dos Emirados Árabes e está localizada a cerca de 150 km de Dubai  – em torno de uma hora e meia de viagem.

Paramos em Abu Dhabi para “esticar as pernas”, já que o nosso destino final era a Tailândia – e do Brasil até lá, apenas com as conexões, são mais de 22 horas! Portanto, por que não fazer um “pit-stop” e conhecer mais um lugar incrível?

O clima é bem desértico (seco, calor de dia e friozinho à noite), tudo é meio amarelado, a arquitetura parece a cor da areia, praticamente todos falam inglês e a maioria das pessoas é educada e atenciosa. Para quem gosta de beber, essa não é a cidade! É proibido beber na rua e não é fácil encontrar bebida alcoolica para vender (apenas nos hoteis e em alguns bares – e é caro). A maioria dos lugares aceita dólar, inclusive taxista. Em abril 2016, pagamos a taxa de câmbio oara 1 dólar entre 3,48 e 3,66 AED – portanto, prefiram utilizar o dólar mesmo.

Se você está planejando uma viagem para lá, confira as nossas dicas:

  • Sheikh Zayed Grand Mosque: assim que chegamos no aeroporto de Abu Dhabi, de mochilão nas costas mesmo, resolvemos pegar um ônibus circular (A1), por apenas 4 AED (R$ 1 = 1 AED), em direção a maior mesquita dos Emirados Árabes (e a 8a maior do mundo). Como pousamos e já estava anoitecendo, pensamos em aproveitar as últimas horas do dia ao invés de ir para o hotel e apenas descansar (sim, também é uma opção bem válida depois de 13 horas de vôo, mas como conseguimos dormir no avião, então estávamos animados para desbravar).

img_1979

As vantagens de conhecê-la à noite é que, além de tiramos um item da lista “do que fazer no dia seguinte”, é menos calor (a média de dia é de 40 a 42 graus Celsius – e a mesquita não tem ar condicionado), tem menos gente (dizem que durante o dia é lotado) e a iluminação deixa o lugar incrível: as luzes enriquecem ainda mais a arquitetura e todo aquele ouro fica ainda mais reluzente. Para ir embora, pegamos um taxi, já que estávamos muito cansados (mas dava para ir caminhando até o nosso hotel, era beeem perto). A corrida foi muito barata, já que estávamos cerca de 5 minutos do destino!

A Grand Mosque suporta cerca 40 mil pessoas, é maravilhosa, enorme, luxuosa, possui o maior tapete persa do mundo, com 6 mil m2– uma verdadeira obra de arte, o chão é de mármore (aliás, tudo é de mármore, do chão ao teto, absolutamente encantador e limpo)! Por onde você passa o cheiro é gostoso, de vanilla. A parte boa é que não paga para entrar!!!

Importante 1: para entrar, todos tem que retirar os sapatos; para as mulheres, caso não estejam com os ombros e cabeça cobertas (meu caso), eles emprestam uma “burca”, que também não precisa pagar para usar – e são limpinhas. Você precisa descer até uma sala (o segurança indica), deixar uma identificação e, ao final, devolve no mesmo local.

Importante 2: não faça gestos com as mãos na hora de tirar uma foto dentro da mesquita (ex: posição de oração, abrir os braços ou apontar alguma coisa). A Xoana aqui fez isso e o segurança veio me dar uma bronca e pediu para apagar a foto (ficou do meu lado até eu apagar). Até agora não entendi muito bem o motivo da “ofensa”.

Importante 3: para os casais, uma dica que lemos e cumprimos é não andar de mãos dadas (na cidade toda), e muito menos ficar de #mimimi e dar beijo na boca em público!

  • Ferrari World – Não entramos no parque de diversões, pois tínhamos pouco tempo e ele merece um dia inteiro de visita, já que é o maior parque temático (e possui a montanha russa mais rápida do mundo). Mas fomos até a entrada – ele fica dentro de um shopping enorme e super luxuoso, conseguimos ver a loja da Ferrari, alguns carros de competição e sentir o clima do lugar.
  • Safari no deserto (Evening desert safari)- pesquisamos muito no TripAdvisor antes de fechar! Optamos pela Abu Dhabi Adventure, que nos pegou na porta do hotel por volta de 15h (nos ligaram para avisar que atrasariam 20 minutos). Levamos quase 1 hora para no deserto, e ai começou a aventura: eles correm pra caramba na areia, sobem e descem as dunas feito loucos, com muuuita emoção! Limpei a alma de tanto gritar, ainda bem que ninguém entendia a nossa língua. Dá até um certo enjôo de tanto que balança (não recomendável para grávidas, quem tem problemas na coluna e idosos). O passeio custou 250 AED por pessoa e valeu muito a pena!

A primeira parada foi para apreciar as dunas (e, claro, bater muitas fotos);

a segunda, para ver os camelos (pode passar a mão neles);

e a terceira e última é o lugar onde eles tem a estrutura, com água, refrigerante, café, chá, tâmaras e o buffet do jantar, tudo incluído (à parte apenas as bebidas alcoolicas).

img_1742

Na parte de fora da estrutura, também incluídos, tem o passeio de camelo (coitadinhos, fiquei com dó, eles abaixam e levantam milhares de vezes para as pessoas, não fizemos) e você pode descer as dunas de prancha. Além disso, o auge é apreciar o pôr do sol de um lado #sunsetlovers e a lua cheia do outro! Inesquecível!

Após o jantar, tem show de dança do ventre e uma dança masculina. Chegamos no hotel quase 22h, lotados de areia e com imagens lindas, guardadas na memória e no coração!

  • Outro lugar que você pode conhecer, caso tenha mais tempo (ou seja sua prioridade): Emirates Palace

Como chegar em Abu Dhabi?

Nosso vôo saiu do aeroporto de Guarulhos com destino direto a Abu Dhabi (escolhemos a cia aérea Etihad). Foram cerca de 13 horas de vôo!!!

Para quem está em Dubai, uma opção é fazer um bate-volta!

Onde ficar?

Nossa escolha foi o Hilton Capital Grand Abu Dhabi, uma rede que, como vocês sabem, é incrível (e costuma ser bem cara). Quando comparamos os preços dos demais hotéis da cidade, vimos que tinha pouca variação, portanto, bora aproveitar a relação custo x benefício de um hotel que, se pudessemos $$, ficaríamos sempre.

Fizemos a reserva pelo Booking, com opção de café da manhã incluso (delicioso, você come de tudo e mais um pouco: desde opções magras (frutas, iogurtes, opções sem glúten e lactose, sucos, ovos, omeletes, saladas (sim, eles comem salada no café da manhã) etc etc etc), até as mais gordas (bolos, pães etc).

E você, conhece Abu Dhabi? Tem alguma dica para acrescentar? Deixe um comentário.

Espero que tenham curtido essa viagem com a gente.

34 comentários sobre “Abu Dhabi em 1 dia – o que fazer?

  1. Familia Sem Fronteiras

    Quando fomos para Dubai, não fizemos a bate-volta até Abu Dhabi. Uma pena ! Mas não tivemos mais tempo e minha barriga ja estava preste a explodir (8 meses de gravidez ja).

    Espero planejar uma outra viagem para la e desta vez ter a oportunidade de conhecer AD.

    Beijos
    @Familia Sem Fronteiras

  2. Keul Fortes

    Esse lugar é um sonho na minha lista de destinos. Que fotos lindaaaasss!! Aumentou mais ainda minha vontade de conhecer. Obrigada pelas dicas! Quando eu for serão super valiosas em meu roteiro. Beijo!

  3. Fabiana Diniz

    Nossa, Abu Dhabi é bem interessante tem muitos atrativos e cultura muito rica! Amei a riqueza de detalhes do post e depois de ler fiquei curiosa para conhecer. Ah esse Parque da Ferrari é bem bacana!

  4. Dani Schneider

    Fiquei absolutamente encantada com as fotos! Lindas demais! Aumentou ainda mais a minha vontade de conhecer! Muito boa sua dica de \”comportamento\” na mesquita e na cidade. É sempre bom estudarmos os costumes dos países que vamos, principalmente no Oriente!

  5. Euclides

    Nossa, viajamos com vocês nesse post. Ainda esta em nossos planos, pra ser sincero o que não está. Ainda queremos conhecer o mundo inteiro.
    Obrigado por compartilhar suas experiências com a gente.

  6. Makenna

    Julia, viajei junto! Que lugar apaixonante. Tantos detalhes, tanta cultura, isso me encanta!
    Parabéns por ter feito essa viagem incrível e por nos trazer tantas dicas legais.
    Um beijo.

  7. Caroline Rivera

    Oi, Ju, excelente post! Arrasou.

    É proibido beber na rua? Só bebida alcoólica, ou qualquer bebida?
    OMG, o que é essa Grand Mosque!!! Que lugar mais incrível, lindo demais.

    Esse Ferrari World deve ser top demais!!!

    Amei todas as dicas, esse safari no deserto parece imperdível, queria muito fazer.

    Beijokas!

  8. Daniela Milagres

    Que maravilha, não conhecemos ainda. Quando fomos para Thai pretendia fazer a conexão lá e tirar um dia maravilhoso como vocês, mas as passagens estavam muito caras e fizemos um voo com conexão curta em Istambul.
    Adorei as dicas e a Mesquita a noite! Maravilhosa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *